sexta-feira, 11 de junho de 2010

"EU MULHER DE OLHAR ORQUESTRAL

TRAGO ANCAS DE ÉGUAS VALENTES

MEU VENTRE NUTRE ESTRANHOS CAVALOS

PRESOS NO MEU CORDÃO UMBILICAL

NAS MINHAS FERRADURAS DE CRISTAL

NÃO CABEM MEUS PASSOS DE
DISTÂNCIA" (RITA SANTANA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário