sexta-feira, 18 de junho de 2010

Ciberfeminismo

Atualmente, o ciberfeminismo está esclarecendo no que consistem as relações correntes das mulheres com a Information Technology, do mesmo modo que critica as estruturas de gênero na cultura eletrônica. As mulheres, desde a sua incorporação ao trabalho, estão acostumadas ao uso de tecnologias eletrônicas, dada a distribuição de postos de trabalho em relação ao gênero – as mulheres têm desempenhado a maior parte do trabalho de escritório utilizando máquinas de escrever, faxes, e telefones. Mas, de novo insisto, trabalhos de segunda categoria. Como se fosse um círculo vicioso do acaba sendo impossível sair, a relação da mulher com a tecnologia se complica, além do que, ao se produzir uma maior tecnologização das empresas se produz inevitavelmente uma perda de emprego feminino. E isto contribui em boa parte para o desaparecimento, mais uma vez, das mulheres da vida pública. Hoje em dia, muitas mulheres buscam trabalho remunerado para realizar na esfera privada do tele-trabalho.
Estudios Online sobre Arte y Mujer.
Video interessante que resume e, forma menos engraçada o texto de Tatiana Wells

Nenhum comentário:

Postar um comentário