sexta-feira, 18 de junho de 2010

Arte e Mídia

Jane Almeida analisando a cultura digital afirma que visto do ponto de vista do vídeo ouve um estágio evolutivo mídias, enquanto do ponto de vista da comunicação e expressão no dia a dia há uma ruptura.
Os impactos da tecnologia na cultura além de influenciar o nosso dia a dia consegue modificar aspectos intrinsecos aos nossos sentidos. "Existe uma cultura que emerge a partir desta máquina", afirma a autora.
O nascer da cultura digital foi possível através do processo de transformação entre os grandes processadores e PCs, que realizam todos os desejos da esquerda de 1968, '69 e '70, trazendo também a possíbilidade de democratização dos procedimentos, assim como a democratização de tudo o que tem ruim na nossa sociedade, já que este mundo virtual reflete nosso mundo real.
No texto é questionado também porque as produções realizadas pelo computador estão confinados nos guetos e não ganham espaço nas várias bienais e outras manifestações culturais. São sempre colocadas apenas pequenas produções que não refletem a atual utilização do computador.
São evidenciados alguns outros problemas como a falta de acesso á algumas teorias, e a constante hegemonia sobre este ponto, justificada também com a predominância da língua inglesa no mundo da web.

Nenhum comentário:

Postar um comentário