segunda-feira, 15 de março de 2010




A IMPORTÂNCIA DO USO DE SOFTWARE LIVRE NA UNIVERSIDADE

A universidade constitui-se num amplo espaço de estudos, formulação e construção de políticas sociais voltadas para o desenvolvimento tanto dela quanto da comunidade em que ela atua. Desta forma, é extremamente importante a participação nossa na elaboração destas políticas, principalmente, de forma colaborativa.

E é desta forma que a comunidade software livre pensa: construir colaborativamente. O Software Livre surgiu baseado no conceito de Liberdade e que esta liberdade não é um direito individual, mas, sim, um direito coletivo, onde há uma construção colaborativa entre as pessoas interessadas.

O termo Software Livre se refere à liberdade que o usuário tem de executar, distribuir, modificar e repassar as alterações sem, para isso, ter que pedir permissão ao autor do programa. Pode ser definido mais claramente pelas quatro liberdades defendidas pela Free Software Foundation (FSF) para os usuários de software:

1- A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito;

2- A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;

3- A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa beneficiar o próximo;

4- A liberdade de aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.

Um programa será considerado livre se todos os seus usuários tiverem essas quatro liberdades.

A liberdade de utilizar um programa significa a liberdade para qualquer tipo de pessoa, física ou jurídica, utilizar o software em qualquer tipo de sistema computacional, para qualquer tipo de trabalho ou atividade, sem que seja necessário comunicar ao desenvolvedor ou a qualquer outra entidade em especial. A liberdade de redistribuir deve incluir a possibilidade de se repassar tanto os códigos-fontes quanto os arquivos binários gerados da compilação desses códigos, quando isso é possível, seja o programa original ou uma versão modificada. Não se pode exigir autorização do autor ou do distribuidor do software para que ele possa ser redistribuído.

Além do que a utilização do Software Livre gera uma enorme economia de recursos, pois agora com ele não se precisaŕa pagar lincenças de usos à empresas e/ou corporações. As empresas de Software Proprietário controlam o código-fonte dos seus softwares e apenas permitem que os usuários tenham acesso ao seu código executável, aqueles que está na linguagem que somentes as máquinas entendem.

Ou seja, há uma grande tentativa com isso de exercer controle sobre o conhecimento. Com diz o professor Sergio Amadeu, "trata-se de um processo de concentração de riqueza, com base no controle do conhecimento.

Para refletir: Imagine se tivéssemos que pagar pelo uso do "Teorema de Pitágoras"?

Então, por que usar Software Livre?

É importante que em universidades em geral optem por um sistema que de liberdade, além do que é um projeto nascido da comunidade acadêmica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário